terça-feira, 22 de agosto de 2017

"A NOVA VIDA DE LOUIS DRAX", DE LIZ JENSEN

Boa-disposição, mistério, intrigas e romance foram alguns dos ingredientes que encontrei no livro "A Nova Vida de Louis Drax", a minha leitura principal nos últimos dias de férias em Armação de Pêra.
Há já algum tempo que tenho em casa esta obra de Liz Jensen (não me lembro quando/onde a adquiri), mas ainda não tinha sentido aquela vontade de a ler, o que, sei agora, foi uma pena.

Este livro é um romance policial simplesmente enigmático, carismático e surpreendente, que manipula a nossa mente e nos leva a assistir a uma drama familiar numa viagem psicológica e criativamente estonteante.

"A Nona Vida de Louis Drax" conta-nos parte da vida de um rapaz com predisposição para os acidentes, mais concretamente o seu nono ano de vida.
Louis vive com o pai, com quem tem uma relação muito próxima e de admiração, e com a mãe, uma mulher sentimental e excessivamente dedicada ao filho.
A infância deste rapaz nunca foi convencional, sendo ele um miúdo diferente dos outros, com dificuldades de integração na escola e no meio em que vive, dado a acidentes e azares e com interesses/conhecimentos muito diferentes dos dos seus pares.
Mas é na sequência do seu nono aniversário que a sua vida fica de pernas para o ar e todos os medos, segredos e sentimentos são postos à prova e ficam a descoberto, colocando em causa tudo e todos os que rodeiam esta família.

Desafio-vos a conhecer este rapaz mistério e a deixarem-se conduzir (e seduzir) pela sua nona vida.


NOTA: Este livro foi adaptado ao cinema em 2015 por Alexandre Aja e conta com Aiden Longworth, Jamie Dornan, Aaron Paul e Sarah Gadon como atores principais.

Curiosa, fui logo ver o filme, disponível no videoclube da NOS.
Gostei da adaptação, apesar de ficar aquém do livro, como habitualmente acontece.
Senti a falta de alguns pormenores que, na obra, ajudam a compreender a história e a ficar mais agarrado a ela, o que considero um ponto menos positivo. Também achei desnecessária a mudança no espaço onde decorre a ação. No livro, a história passa-se em França e foram feitos ajustes, quanto a mim desnecessários, para que se passasse nos EUA. Percebo que tenha ficado mais "económico" desta forma, se é que foi esse o motivo da mudança, mas acho que poderia ter encontrada outra solução.
Gostei da interpretação dos atores, que considero uma boa escolha para os papéis e destaco como ponto positivo.

Deixo-vos com o trailer oficial legendado:

Sem comentários :

Enviar um comentário