sexta-feira, 12 de maio de 2017

«O MELHOR ESTÁ PARA VIR», DE SUSANA SILVA

O último livro que a Chiado Editora me ofereceu chama-se «O melhor está para vir» e foi escrito por Susana Escrita, a autora de «Ao som dos tambores», sobre o qual dei a minha opinião AQUI.

Tenho de começar por dizer que, neste livro, noto um maior amadurecimento e confiança na escrita
de Susana Silva, que continua a mostrar-se cativante e de fácil leitura, levando-nos a ficar presos à história para vê-la terminar num instante.

Desta vez, a autora brinda-nos com um romance, uma história da vida real, um rol de episódios e de vivências dramáticas e de amor, que poderiam ter acontecido com qualquer um de nós. Apela ao coração, fala-nos de sentimentos, desperta os nossos sorrisos e provoca comoção, envolvendo-nos na vida das personagens, com as quais vamos traçando afinidades.

A história tem como pano de fundo o problema da violência doméstica, o qual não é abordado de forma muito intensa, mas que conduz todo o enredo e marca as personagens que vão aparecendo e os momentos mais tensos do livro.

Anita e a sua mãe saem de casa numa noite escura, fugindo do homem que as trata mal e procurando uma nova vida. Sem destino certo, ambas sabem que têm de recomeçar num novo sítio, com novas relações, deixando tudo para trás.
É numa pequena freguesia que as suas vidas recomeçam, graças ao apoio da família de Amália, uma nova amiguinha de Anita, que o destino traz até elas.
Também esta família estava a precisar de ajuda e a comunhão que as duas mulheres e as duas crianças conseguem vai mudar para sempre o destino de todos.

Gostei muito da história deste livro. Muito mesmo.
É um livro pequeno, com apenas 147 páginas, que se lê muito bem e que nos toca de várias maneiras. É um romance com vários dramas, que nos aproximam das personagens e que nos levam a querer ler sempre mais um pouco na ânsia de descobrir um desfecho feliz.

Durante a leitura, não resisti à tentação de sublinhar algumas frases, como se se tratassem de pequenas lições cozinhadas em histórias de vida e sei que, quando voltar a pegar nesta obra, irei lê-las e refletir sobre a vida que tenho e o quanto devo dar graças por ela.

4 comentários :

  1. Trata de um tema bastante actual (infelizmente), que me deixou bastante curiosa.

    ResponderEliminar
  2. Cara Marisa, obrigada pelo seu comentário ao meu livro. Fico muito feliz com a sua partilha (especialmente a última frase), porque, de facto, um dos meus objetivos ao escrever esta história era gerar emoção no leitor, promovendo a introspeção. Estou muito grata pelo seu comentário. Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que honra receber um comentário seu. Muito obrigada.
      O que disse aqui também saiu do coração.
      Beijocas

      Eliminar