segunda-feira, 8 de agosto de 2016

OS 3 ERROS DA MUDANÇA

Quem me conhece sabe como sou completamente pro-mudança e como a mesma não me assusta, mas, pelo contrário, me desafia.
Ao contrário do que acontece com muita gente, a mudança não me retira a paz, mas antes alimenta a linha vida, como carburante que não me deixa estagnar nem parar de acreditar no mundo e na vida.
Mas não falo de mudanças físicas nem práticas, como de residência, de trabalho ou de estilo de roupa. Essas, confesso, assustam-me um pouco e cansam-me demais para as decidir deliberadamente.
Falo de mudanças interiores, de desenvolvimento pessoal, de empenho em novos desafios sociais e da busca por momentos de felicidade e de concretização de sonhos.
Por isso, não me canso de ler e de ouvir testemunhos sobre a mudança, pelo que não resisti a assistir à masterclass gratuita "Ganha Clareza na Tua Mudança", oferta do coacher Mário Caetano.
Nesta mini formação online, o conhecido coacher fala-nos sobre os 3 principais erros que cometemos quando queremos mudar e da forma como os mesmos impedem/prejudicam a mudança.
Dos apontamentos que tirei durante a masterclass, fiz um resumo e venho partilhá-lo com quem, como eu, se interessa pelo tema.

OS 3 ERROS NA MUDANÇA 
(NA FASE 1: A INSATISFAÇÃO)

ERRO 1
Muitas vezes não nos dedicamos afincadamente no que queremos, mas passamos muito tempo queixando-nos do que nos falta e culpando essas faltas da nossa passividade. 
Muitas vezes dizemos que não perseguimos os nossos sonhos por falta de tempo, de dinheiro, de amor, de saúde e, até, de um sentido para a vida, culpabilizando tudo e todos à nossa volta por isso mesmo.
para ultrapassar este erro e encarar de frente a mudança, temos de parar de pensar no que nos falta e tomar a decisão interna de acabar com o que nos impede dizendo "NÃO QUERO ISTO" ou "QUERO ISTO", de acordo com a nossa verdadeira vontade.

ERRO 2
Outro dos erros que nos impedem de mudar é assumirmos o papel de vítima, ou seja, acharmos que estamos dependentes dos outros e das situações. Fazendo este papel, desresponsabilizamo-nos e colocamo-nos numa posição de "coitadinhos" e sofredores, encarando tudo como contrariedades.
Passamos o tempo a Reclamar, Criticar e Recear (RCR) quando o que deveríamos fazer era aceitar a responsabilidade sobre a mudança e assumir o papel de líder do nosso próprio destino, passando assim à fase da Responsabilização, da Criação e do Resgate (um novo RCR).

ERRO 3
Outro dos erros que cometemos quando pensamos em mudar é não sabermos exatamente qual o preço a pagar com essa mudança. Isto leva-nos a tomar uma atitude pouco ativa sobre os nossos planos e sonhos.
Se não ponderarmos pormenorizada e antecipadamente as consequências dessa mudança, com todos os contras que possa despoletar, não saberemos se estamos preparados para as enfrentar.
Se aferirmos conveniente e honestamente o preço a pagar, saberemos que ferramentas usar para alcançar todos os objetivos e ultrapassar os obstáculos ou, pelo contrário, teremos a prova de que não vale a pena investir nessa mudança e que temos de encontrar outro sonho para perseguir.
Assim, não desperdiçaremos tempo e energia desnecessariamente.

Sem comentários :

Enviar um comentário