sexta-feira, 1 de julho de 2016

"PRECIOUS: A FORÇA DE UMA MULHER", DE SAPPHIRE

Claireece Precious Jones é uma jovem de 16 anos a quem a vida pouco tem sorrido.
Vítima de abusos diversos por parte de ambos os pais, pouco amor guarda à vida e nenhuma esperança tem no futuro.
Analfabeta e obesa, também pouco se enquadra no sistema de ensino normal, nem mesmo ao nível das relações interpessoais.
Mas, no limite das suas forças e grávida do seu pai pela segunda vez, Precious decide agarrar a vida com outra garra e lutar com todas as suas forças por si e pelos seus filhos.

Esta é, resumidamente, a história deste marcante livro de 1996, adaptado ao cinema em 2009 por Lee Daniels.

Uma jovem conta-nos a sua vida presente e passada, chocando, perturbando e enternecendo.
Ela é o narrador em todo o livro, que vai sendo apresentado de acordo com a sua forma de falar e de escrever, o que dá autenticidade ao relato, apesar de exigir mais do leitor.
Precious é uma personagem principal muito poderosa que, só pela forma como sente, reage e o expressa, consegue cativar o leitor e aproximá-lo de um amigo e confidente


Durante toda a leitura tive vontade de conhecer Precious e de poder ajudá-la de alguma de forma. Acredito que seria também ela uma ajuda, mais que não fosse para mostrar, pelo seu exemplo, como são mesquinhas e insignificante muitas das minhas preocupações diáris, ensinando-me a valorizar cada vez mais a minha vida. Já o senti ao conhecer a sua história.

Este livro prende-nos com um enredo perturbador, cuja leitura se revela inquietante e intensa.
Li-o muito rapidamente pois, mesmo quando não o esta a fazer, pensava nele e ansiava o momento de conhecer mais um pouco da história.
Devorei-o e fiquei com vontade de ver o filme, para o confrontar com as imagens que fui construindo na minha cabeça.
Foi o primeiro livro que li desta escritora americana, cujo verdadeiro nome é Ramona Lofton, também autora de "The Kid" (2011), que vem contar a história do filho mais novo de Precious.
Talvéz não seja já necessário dizer, mas gostei bastante deste livro e aconselho bastante a sua leitura.

2 comentários :

  1. Adorei este livro. Li-o em inglês na altura em que saiu e chorei, chorei, chorei. Gostava de ver o filme um dia destes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gostei muito e estou mesmo ansiosa por descobrir o filme. Se souberes como posso consegui-lo, diz!
      Beijocas

      Eliminar