domingo, 31 de julho de 2016

"BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES", PELA COMPANHIA BYFURCAÇÃO

Parece que foi ontem, mas já faz hoje 2 semanas que fui assistir à peça "Branca de Neve e os Sete Anões", pela Companhia de Teatro Byfurcação - Associação Cultural, minha parceira aqui no blogue.

Não é estranho começar por dizer que ADOREI a peça. Aliás, nunca me canso de tecer os maiores elogios a todas as produções desta companhia, que já nos habituou à excelência das suas peças. E esta não é exceção.
Eu e os meus filhos rimos o tempo todo e conseguimos encantar-nos do início ao fim com este conto infantil mas intemporal. Estava um pouco na expetativa por ser uma peça mais dedicada à infância e eles estarem já com 11 e 13 anos e numa fase de pré-adolescência que renega a fase anterior. Mas a verdade é que, logo assim que a peça começa, as idades se esquecem e o encanto aparece.

Pegando na história tradicional que todos nós conhecemos, a Byfurcação produz um novo conto, onde as personagens mantém as suas características originais, mas ganham atualidade e carisma. Todas elas são maravilhosas e interpretadas por três atores que cativam e representam com alegria, humor e muito profissionalismo.

O texto é muito divertido e prende-nos às gargalhadas do início ao fim, deixando-nos sempre na expetativa de uma nova cena e da nova versão do conto que ela nos apresentará. E as surpresas acontecem e, mesmo estando completamente por dentro da história original e sabendo já os próximos acontecimentos, a verdade é que a peça consegue maravilhar.
Além disso, através do texto e das personagens, consegue chegar à inocência e autenticidade das crianças e, ao mesmo tempo, à ironia e ao jogo de palavras que diverte as outras idades.

Os cenários são coloridos, divertidos e modernos, acolhendo num só plano todos os ambientes onde ocorrem as várias partes da história.
O guarda-roupa é também maravilhoso e, apesar de adequado à época em que "ocorreram" os acontecimentos do conto, consegue enquadra-se na modernidade do texto, fazendo a ponte entre ele, os cenários e as cenas.

No final do espetáculo, os atores receberam o público para fotografias e alguns dedos de conversa, com muita simpatia e proximidade. Eu fui tirar uma foto com eles e dar-lhes os meus parabéns pelo seu trabalho.



Nesse dia, tive ainda o prazer de conhecer um casal de seguidores deste blogue e a sua filhota, que foram aproveitar o bilhete que ganharam num passatempo de parceria na página do facebook.
Gostei muito os conhecer e fiquei feliz pela oportunidade e por terem gostado bastante da peça, referindo já se terem habituado à grande qualidade dos espetáculos da Byfurcação.
Foi ótimo sentir esta proximidade com quem normalmente só contacto pela internet e perceber que a simpatia por ambos já mostradas em várias situações online é autêntica e ainda maior ao vivo e a cores. São uma família muito querida e fiquei bastante contente por se terem dirigido a mim no fina da peça.
E esta é a opinião de Manuel Pereira que aceitou o desafio de me enviar algumas palavras:

"Olá adorámos a peça. A Byfurcação já não me surpreende porque a qualidade está lá e sempre com muito senso de humor. Obrigado pelo convite."

Sem comentários :

Enviar um comentário