quinta-feira, 17 de março de 2016

É HOJE... É AGORA...

Quero que os meus filhos brinquem agora, riam agora, gritem e corram agora, saiam, divirtam-se, amem agora.
Quero que aproveitem cada dia, cada hora, cada instante.
Quero ajudá-los agora, incentivá-los a sonhar e a correr atrás dos sonhos, acompanhar os seus passos, percorrer com eles (ou perto deles) os caminhos de felicidade, mesmo que não sejam os mais politicamente corretos, valorizá-los, incentivar a que reparem e vivam a beleza das coisas, das pessoas, dos lugares e dos momentos.
Que que olhem o presente e que acreditem que o futuro é o amanhã, mas que o agora é o momento certo.
Não me importo que chorem, se aliviar, que discutam, se for para encontrar a paz, que se isolem, se for para acalma a mente e dedicarem-se a si mesmos.
Quero estar sempre ao alcance deles, orientá-los quando sei que o caminho não lhes traz felicidade, estar disponível para conversar, rir e chorar, para confortar, para fazer daquelas coisas que só as mães conseguem sentir que devem fazer.
Quero que os meus filhos vivam o que lhes faz bem, tudo o que os faz gostar deles mesmos e da vida.
Quero que vivam como se não houvesse amanhã, não deixando para depois...
É que o depois e "um dias mais tarde" podem não haver... porque pode infelizmente não haver um amanhã.

2 comentários :

  1. É isso mesmo! Concordo, e tal como os filhos (que não tenho) mas tenho muitos alunos (que também desejo que tenham um futuro bom
    mas também que aproveitem cada dia), nós também devemos viver hoje e não amanhã, um dia de cada vez!

    ResponderEliminar