domingo, 31 de janeiro de 2016

RODA O LIVRO 4 - "ORGULHO E PRAZER", DE SYLVIA DAY

Com uma semana de atraso, venho partilhar convosco a minha opinião sobre o quarto livro do "Desafio Literário Roda o Livro": "Orgulho e Prazer", de Sylvia Day.

Talvez por ter expetativas demasiado altas em relação a este bestseller da literatura erótica, a verdade é que fiquei bastante desiludida.
Inicialmente, a história pareceu-me estar a assumir contornos bastante interessantes, aliando o romance ao policial.

Jasper Bond é um atraente detetive privado contratado por Eliza Martin para descobrir qual dos seus
pretendentes anda a tentar amedrontá-la com pequenos acidentes. É a sua última temporada para arranjar noivo, mas Eliza não conta casar-se com nenhum deles.
Mulher de temperamento forte, desde logo encanta e é encantada por Jasper iniciando-se entre os dois um romance arriscado e intenso.

A história, de facto, tem variadíssimos ingredientes capazes de produzir um romance de top. Mas, quanto a mim, acaba por se perder no meio deles, por querer ser, ao mesmo tempo, um policial, um romance e um livro erótico.
A componente policial ficou muito aquém. Começou bem, perdeu-se em 75% do livro e voltou sorrateiramente no fim.
O romance, quanto a mim o fator mais valioso da história, tem momentos muito interessantes.
O erotismo do livro, que acaba por ser um pouco mais "pornografia", assume um papel que não acompanha o romance, ficando bem aquém do esperando.

"Orgulho e Prazer" foi, sem dúvida, o livro de que menos gostei dos lidos durante o "Roda o Livro".


A opinião da Carina AQUI

A opinião da Lurdes AQUI

A opinião da Sofia:

Achei a leitura deste livro interessante, pois apesar de ser uma história com o que anda na moda (erótico), ao ser passado numa época muito diferente da nossa tornou-o diferente. Achei as personagens principais fortes, mas sem que as restantes personagens do livro se tornem menos importantes para o desenrolar da história. No início do livro começamos logo a ter indícios do que poderá vir a acontecer (entre as duas personagens principais) sem no entanto revelar demasiado, dando-me mais motivação para continuar a ler. Cheguei ao fim a pensar que como sempre um final pode ser habitual, mas no entanto não foi aborrecido.

2 comentários :

  1. ofereceram-me ontem, não estava muito interessada mas não resisto a um livro mesmo que á partida saiba que não é o meu estilo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fátima. Quem sabe se não se transforma numa ótima surpresa?
      Beijocas e boa leitura

      Eliminar