segunda-feira, 26 de outubro de 2015

ENSINAR COM AMOR

Estou doente, em casa de atestado médico, e não sei quando vou voltar a trabalhar. Sei que preciso estar longe da escola, mas não tem sido fácil.

Não sinto, nem um pouco, a falta da burocracia e das reuniões, que, na maioria das vezes, tiram a motivação e o entusiasmo a quem, como eu, gosta mesmo é de trabalhar com e para os miúdos.
Não tenho saudades de ajudar a resolver conflitos entre alunos, ralhar para que se calem e estejam quietos, pedir que estejam atentos... confesso que a "hiperatividade" dos miúdos de hoje me cansa demasiadamente.

Mas tenho imensas saudades de ensinar, de os sentir a aprender, do colo que lhes dou (e me dão!) nos momentos mais difíceis, de brindá-los com "estrelas" e "sóis" quando fazem bem ou melhoraram em algo que estavam mais fracos, de rir das piadas de alguns, de me deliciar com os abraços e os beijinhos com que me recebem logo ao portão ou me acarinham ao longo do dia.
Tenho saudades de os ver entusiasmados e inquietos porque querem ir ao quadro mostrar a estratégia com que resolveram um problema de matemática, escrever uma frase comprida ditada pelo amigo que está na "plateia" ou agarrar no pincel para se encantarem com a mistura das cores.
Tenho saudades de ensinar e relacionar-me da única forma que sei fazer: com amor.

Acredito que o que fazemos com amor chega melhor às pessoas, porque sai de um coração para outro, apenas percorrendo o caminho  da boca de quem dá para os ouvidos de quem recebe.
Confio que o amor é o caminho mais seguro e direto à felicidade e que, mesmo com obstáculos, é o que dá mais alegria e cor à caminhada.
Acredito que ensinar crianças é das tarefas mais gratificantes e que se transforma em momentos de magia quando feita com amor e ternura, quando há mutua afinidade e cumplicidade entre todos em sala de aula.

E quando se ensina com amor, ficam as saudades dos alunos como se fossem família a quem perdemos o rasto porque falta no dia a dia alguns ingredientes exclusivos das relações felizes: carinho, luz, paz, leveza, diálogo, respeito, conforto... amor.

3 comentários :

  1. Tu vais melhorar tu és forte!!!!
    Logo vou tentar responder ao desafio. Também não tenho estado muito bem....
    Beijinho e rápidas melhoras

    ResponderEliminar
  2. Tu vais melhorar tu és forte!!!!
    Logo vou tentar responder ao desafio. Também não tenho estado muito bem....
    Beijinho e rápidas melhoras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada minha linda!
      O outono tb não ajuda, mas tens razão: somos fortes!
      Beijocas

      Eliminar