terça-feira, 20 de outubro de 2015

"AS AVENTURAS DE RODOLFO E ROSITA - A BELA ADORMECIDA", COM OS TRUPILARIANTE

No dia 10 de outubro, sábado, a convite dos TRUPILARIANTE - COMPANHIA DE TEATRO E CIRCO, fui assistir a uma deliciosa peça de teatro infantil, na Fábrica do Braço de Prata.

Levei o carro (quase) cheio, tal como gosto: eu, a filhota e os dois sobrinhos, o Duarte e a Margarida (com 9 e 5 anos, respetivamente).

A peça "As Aventuras de Rodolfo e Rosita - A Bela Adormecida" prometia bons momentos de alegria e o entusiasmo da malta fazia de introdução ao espetáculo que estava quase a começar.

O espaço onde tudo aconteceu, por si só, já tinha magia, mas as duas atrizes em palco conseguiram verdadeiramente divertir e encantar miúdos e graúdos que ouviram uma nova versão do conto tradicional, que com palmas acompanharam as canções, que encheram a sala de gargalhadas e risotas, que se deixaram levar pela imaginação e até conseguiram ver adereços que não precisaram de estar por lá.

Gostei bastante da simplicidade e graça de acessórios e cenários, das roupas coloridas e divertidas de Rodolfo e Rosita, da forma moderna e engraçada como nos foi contada a história, dos efeitos sonoros muito adequados e cativantes que surgiam sempre na hora certa, da simpatia que caracteriza o grupo de atores desta companhia e que os leva, no final dos espetáculos, a conviver com o público e a pedir que convidem amigos e inimigos para assistir também...

Está peça está referenciada como sendo para maiores de 3 anos e tenho a certeza que faz as maravilhas de crianças até aos 6 anos, aproveitando bem a faixa etária em que a criatividade, o encantamento e a espontaneidade estão no auge, movimentando energias que noutras idades não reagem da mesma maneira.

Gostei bastante desta peça, tal como já tinha gostado do "Circo Malaquias", pelo que posso dizer que é verdadeiramente uma honra ter os TRUPILARIANTES como parceiros deste meu cantinho.
Obrigada, companheiros!!

Que difícil é fotografar a minha malta!!


 




Outras Companhias de Teatro de que falei no blog: 

Sem comentários :

Enviar um comentário