terça-feira, 21 de julho de 2015

"CORRESPONDÊNCIA", DE LINETE LANDIM

"UAU!!!!"
Foi esta a expressão que usei, há minutos atrás, quando terminei a leitura do livro "Correspondência", de Linete Landim. É verdade, adorei!!!! Mesmo!
Parabéns, Linete, pelo teu talento!! Parabéns pela capacidade de seduzir o leitor!! Parabéns!!

"Correspondência" conta a história de Gustavo Soares de Melo, ou lorde Marcarenhas, como é conhecido este duque de Leiria, e da sua relação com Madalena Rodrigues, uma jovem com quem se casa por procuração.
Gustavo é um homem amargo e cruel, que aceita casar para arranjar descendência, mas que não tenciona envolver-se com a esposa, pois jurou não submeter nenhuma mulher ao seu feitio pavoroso, nem aos seus ataques de fúria.
Madalena é uma linda jovem de Lisboa, sonhadora e ideológica, que aceita o casamento em busca de um amor verdadeiro, acreditando na construção de uma família perfeita, à semelhança da sua, e que tenciona usar toda a sua forte personalidade para o conseguir.
E este romance erótico de Linete Landim vai revelar-nos a relação entre os dois, os sentimentos partilhados e confrontados, as batalhas físicas e emocionais travadas para ou contra o amor e os momentos de tensão ou de paixão vividos no noivado e nos primeiros meses de casamento.

Confesso, desde já, que este livro foi uma agradável surpresa.

Não é que não esperasse gostar de o ler, mas fui mesmo surpreendida pela intensidade de toda a história, pela nobreza com que a autora escreve sobre sexo, pela complexidade das personagens e pela capacidade de prender a minha atenção e mantêm-la durante 400 páginas.
Li com alguma calma, pois não tinha vontade que o livro terminasse, apesar de estar completamente rendida à relação entre Gustavo e Madalena.

Este livro é, de facto, um "romance" e é "erótico", contando a história de um amor que nasce, floresce e cresce, mas também os pormenores da relação intima entre os dois. E foi, sem dúvida, o melhor romance erótico que já li e que condena muitas trilogias internacionais ao esquecimento em poucos capítulos.

O enredo está muito bem conseguido, misturando sentimentos (aparentemente) contraditórios e falando de amor e sexo com igual qualidade, destreza e tacto, com sensualidade e sensibilidade, com profundidade e subtileza, com charme e meiguice.

Linete Landim escreve de uma forma incrível, usando um discurso leve, palavras fantásticas e diálogos intensos, levando-nos a criar uma grande proximidade e cumplicidade com as personagens e espaços, bem como com o seu passado, presente e futuro.

As personagens principais estão muito bem caracterizadas, não por grandes descrições, mas pela coerência e força da sua fisionomia, das suas palavras e dos seus atos. Representam duas personalidades fortes que, ao longo do livro, não só se revelam cada vez mais intimamente, como criam empatia entre o leitor e o seu lado da história, fazendo-nos oscilar entre defender e preferir Gustavo ou Madalena.
As personagens secundárias aparecem para dar cor e sentido a toda a história, auxiliando as principais e compondo o cenário, completando-o, dando-lhe brilho.

Sem dúvida alguma que aconselho vivamente a leitura deste livro.
Sinto-me na obrigação de o fazer!
Leiam, por favor!!

Sem comentários :

Enviar um comentário