quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

UMA VALSA QUASE ANTIDEPRESSIVA

Na terça-feira recebi no mail a newsletter da Andante Associação Artística e fiquei encantada com o presente que mandaram a todos os que a seguem. Por isso, decidi partilhá-lo com todos.

Sim, Cristina, aceito esta dança!!!

Valsa quase antidepressiva

Dança comigo a primeira valsa da Primavera
dança sem sonhos, esquece as promessas
ninguém nos espera.


Já enchi os dias de lutas vazias,
estou gasto, cansado, dormente.
E um pouco de sexo ou muita poesia
ainda não fico indiferente.

Fala comigo na palavra falsa da fantasia
chovem amigos na festa da praça no meio dia.
É certo que as flores parecem maiores
que toda a virtude do mundo:
com um pouco de sexo, ou muita poesia, ainda me sinto profundo.

[Se este mundo fosse feito para ser doce, eu seria doce, fosse eu quem fosse].

Foge comigo na ultima volta da maratona
Nada comigo no lago indeciso de metadona
Já deixei as asas na cave da casa
e as chaves no fundo do mar:
com um pouco de sexo, ou muita poesia, ainda nos vamos casar.

letra: JP Simões
música: Sérgio Costa
do disco "Exílio" de Quinteto Tati


2 comentários :