terça-feira, 9 de setembro de 2014

"LOTARIA", DE PATRICIA WOOD

Foi com divertimento e ternura que me deixei envolver pela leitura do livro "Lotaria", romance de estreia da escritora Patrícia Wood.

Nesta maravilha de quase 300 páginas, conta-se a história de Perry L. Crandall, um rapaz com um QI quase a tocar a limitação cognitiva, que todos reconhecem ser baforado pela sorte e que detesta ser chamado de "atrasado".

Per, como lhe tratam os amigos, sempre viveu com os avós paternos, os quais tudo fizeram para lhe dar uma educação recheada de vivências, conhecimentos e competências.
A avó, pessoa que mais ama e respeita na vida, encarrega-se de fazer de tudo para que seja o mais feliz possível e para que sofra o mínimo num mundo muito preconceituoso. E após o seu falecimento, Perry tem mesmo de se agarrar a todas as lições que com ela aprendeu para construir uma nova vida, na qual só há espaço para quem verdadeiramente o aceita e respeita: bons amigos.
E a vida dá tantas voltas que o protagonista tem ainda de aprender a viver com a avultada quantia de dinheiro que ganha na lotaria, bem como com todos os nossos acontecimentos que passam a ocorrer na sua vida.

Este é mesmo um romance verdadeiramente delicioso! Adorei lê-lo!
As personagens principais são fantásticas: Perry, uma criança no corpo de um homem, que nos diverte e nos apaixona com a sua simplicidade e autenticidade de ações e de sentimentos; a avó, uma mulher de garra, que não desiste do que é importante e que mostra um amor incrível pelo neto; Keith, um amigo de primeira e de coração, cinquentão honesto, sempre pronto a ajudar Perry, com uma figura física cómica e umas atitudes divertidas de "brutamontes" de contrastam com a integridade de valores; Cherry, uma miúda problemática, com um visual irreverente, que faz as delícias de Perry e que acaba por fazer com ele e Keith um trio de sucesso que nos encanta.
O enredo é, ao mesmo tempo, muito divertido e completamente ternurento, com diálogos fantásticos e acontecimentos vulgares descritos de forma muito peculiar.

A história está muito bem organizada e encadeada, sendo a leitura muito fluída e motivadora, aparecendo os acontecimentos relacionados de forma muito inteligente e criativa e levando-nos discretamente a refletir sobre valores como a justiça, a amizade, a felicidade, o sucesso e o amor.

Tenho mesmo de aconselhar a sua leitura, já que assim que a terminei fiquei com vontade de fazer só duas coisas: dar o livro a ler às pessoas de quem gosto e procurar novos livros de Patricia Wood!

Sem comentários :

Enviar um comentário