segunda-feira, 18 de agosto de 2014

"SOU UM CLANDESTINO"

Há muito tempo que não lia um livro de Susanna Tamaro e tinha saudades da sensibilidade da sua escrita, da poesia que usa na sua prosa, da leveza e profundidade das suas histórias.
Todos este ingredientes que tornam os seus livros únicos e memoráveis encontrei na minha última viagem literária com a sua obra "Sou um Clandestino".
Este é um livro profundo e leve ao mesmo tempo, que nos leva  à simplicidade da solidão e das origens, tornando-nos íntimos de uma personagem que existe um pouco em cada um de nós.

"Sou um Cladestino" conta a história de um jovem de 25 anos que precisa de se isolar e afastar da sua vida para entender a importância que tem cada lugar e cada pessoa que habitualmente dela fazem parte.
A história começa com uma viagem até Illmitz (em Austria), terra de origem da sua família, de onde partiram para Itália.
É por lá que toda ela se desenrola e ao longo das semanas que por lá passa, durante as quais recorda momentos passados ao longo da sua vida, as relações que tem com vizinhos, amigos e familiares, os locais e espaços por onde andou e que marcaram a sua curta existência, as suas experiências de vida...
E isolado de todos, escondido mesmo já que ninguém conhece o seu paradeiro, o jovem acaba por se encontrar e perceber melhor qual o sentido da sua vida.

Contrariamente ao que costumo fazer, já dei a minha opinião sobre o livro no início deste post, pelo que me fica apenas a vontade de dizer: LEIAM!!!
Este é um livro pequeno, mas que nos leva até bem longe...

Sem comentários :

Enviar um comentário