sábado, 2 de agosto de 2014

PÁGINAS TANTAS

Gosto de pessoas com iniciativa, que arregaçam as mangas e partem em busca dos seus sonhos...
Gosto de pessoas com personalidade, com garra, com criatividade e dinamismo, que não ficam apáticas perante os maus momentos e que, após a tempestade, o choro e a dor, erguem a cabeça e seguem em frente...

E uma dessas pessoas é a Ana Luísa, criadora da "Páginas Tantas", que troca livros por passos para o sucesso.
Deixo o seu testemunho e peço que sigam a sua página e comprem os seus livros!!!


"A ideia de vender os meus livros surgiu na altura do Natal.
Estava em Coimbra e ao olhar para a minha sala apercebi-me da quantidade de livros que fui lendo e juntando ao longo dos 29 anos de leitora.
Estava com 34 anos, um emprego com o qual não me identificava mas que serve para sobreviver, afastada do meio académico e desactualizada da minha área... só tinha os livros...
A minha vontade de saber mais e o gosto pela investigação e os estudos estiveram sempre presentes na altura do bacharelato, depois da licenciatura (na altura tínhamos de ter uma média final superior a 14 para concorrer ao mestrado). Eu conclui com 15!
Mas a vida deu voltas, trouxe-me para Loulé e para um escritório... fui ficando, veio a troika, veio a depressão e esqueci-me de mim e dos meus sonhos.
Quero mais para mim, para o meu filho. Quero que ele olhe para mim e veja uma pessoa feliz, que não desistiu e trabalhou duro para alcançar os objectivos.
Sem dinheiro, só com sonhos e livros (que sempre considerei os meus bebés), abri mão deles por um bem maior: a minha educação e a minha felicidade.
Uma amiga disse para eu não ficar triste, porque se tivesse de ser, um dia iria recuperar os mais importantes, quem sabe, a lei do retorno pode mesmo funcionar.
8 meses depois aqui estou eu, já matriculada para o ano lectivo de 2014-2015 no mestrado de Educação de Adultos e Desenvolvimento Local, na escola Superior de Educação de Coimbra.
Agora o próximo passo é juntar a verba ainda em falta e começar as aulas. O objecto é fazer as cadeiras do 1º e de preferências com boas notas (não tenho de as fazer todas, graças ao Processo de Bolonha tenho algumas equivalências, por isso deixa-me mais tempo para me aplicar nas outras).
Estou muito feliz com a receptividades das pessoas. Desconhecidos que me compram e doam livros. Desconhecidos que acreditam em mim e me dão força todos os dias.
Obrigada a todos e a ti, pelo apoio.
Beijo na contracapa,
Ana Luisa"

Sem comentários :

Enviar um comentário