domingo, 29 de junho de 2014

TEATRO A PREÇOS MAIS BAIXOS

Uma das formas que arranjei de poder continuar a proporcionar aos meus filhos bons momentos de cultura (sejam eles em teatros, cinemas, museus...) sem mexer muito na carteira (cada vez mais vazia) foi concorrer a alguns passatempos que ofereçam entradas. Outra foi começar a comprar voucher de descontos, subscrevendo algumas newsletters que trazem até mim promoções bem em conta.

E foi usando as duas formas que ontem fomos os quatro ao teatro por 7€ (que era o preço de 1 bilhete).
Não quero com isto fazer grandes negócios, mas continuar a poder ir aos mesmos locais que ia antes de tantos cortes e recortes do governo em crise. Quero poder levar os meus filhos a vivenciar experiências que continuarão a aumentar a sua cultura geral, a alargar horizontes e desenvolver neles competências diversas, como sempre tenho feito desde que nasceram, o que já deu mais do que provas que os torna crianças diferentes de muitas das suas idades.
Graças a Deus que não preciso de cortar em necessidades básicas, nem o faria para gastar noutros bens, por isso acabo por me adaptar aos novos tempo usando vantagens que a internet traz até mim, dando-lhes visibilidade e partilhando com quem posso (e está interessado nisso!).

Claro que usar este tipo de entradas nas peças de teatro exige de nós alguma frexibilidade de agenda e facilidade na organização dos recursos, bem como alguma pesquisa e trunfos na manga, mas já aprendi há muito tempo que a vida é para se viver no dia a dia, no hoje e no agora, para aproveitar a cada momento e que há sempre tempo para para tudo, desde que nos organizemos e não exageremos em pormenores.

Alguns sites que consulto para este fim (mas basta fazer pesquisa no google):

Para além disso, há (quase) sempre momentos culturais proporcionados pelas autarquias, muitas vezes ao nosso dispor e nós nem nos apercebemos delas. Desde agendas culturais, a roteiros, pequenos livrinhos de publicidade, folhetos, newsletters, muitas vezes as câmaras municipais (e até as juntas de freguesia) divulgam as atividades que organizam a custo zero ou a baixos preços, podendo nós ter acesso às mesmas com facilidade.
Eu tenho a sorte de morar na Margem Sul e num concelho rodeado por muitos outros, por isso são seis as câmaras municipais que tenho debaixo de olho, para além da de Lisboa, que também fica relativamente perto e acessível e onde muito se passa! Também subscrevi as agendas culturais e vou recebendo informações frequentemente...
É claro que isto faz com que tenha de consultar mesmo diariamente o meu e-mail e que me organize muito bem por lá, apagando logo as mensagens que não interessam e guardando durante algum tempo as que poderão ser úteis. Nunca tenho a caixa de entrada muito cheia e seleciono bem cada mail que recebo.

Sem comentários :

Enviar um comentário