domingo, 20 de abril de 2014

PÁSCOA OU A TERAPIA DA AGULHA

Este ano a Páscoa foi um pouco diferente para mim...
Não sei ao certo o que mexeu comigo, nem porque me senti especialmente nostálgica e melancólica este ano... há na verdade muita coisa a acontecer à minha volta, algumas alterações significativas na vida das pessoas que mais amo, mas cá por casa está (quase) tudo "normal"...
No entanto, no fim de semana a minha casa foi o meu retiro e a costura a minha terapia.

Comecei por arranjar a baínha a dois pares de calças e por remendar a costura de um casaquinho, que estava à espera da minha intervenção há muito tempo... Funcionou como forma de não pensar no que não devo nem quero e, desde então, a agulha e as linhas fizeram-me muita companhia.

No mesmo casaco, resolvi dar um ar de graça e coloquei-lhe uma fita na zona que fica abaixo do peito.



De umas calças de ganga da Matilde, que já lhe estavam curtas, fiz uns mini-calções e, para ficarem diferentes e "modernos", acrescentei-lhe umas rendas de uma antiga almofada. Gostei muito do resultado final e espero vê-los em breve numa das princesinhas da minha vida.


Depois dediquei-me ao croché e aos colares. Comecei com as anilhas das latas de refrigerantes e uns restos de linhas e terminei em flores de fuxico..




O que é certo é que no meio de tantos botões, linhas, agulhas, tecidos e aplicações, acabei por ir ganhando uma paz que, tão misteriosamente, tinha desaparecido ou adormecido, uma calma interior que me fazia falta à alma e que é essencial para recomeçar...
Afinal, a Páscoa é renovação...

Sem comentários :

Enviar um comentário