segunda-feira, 28 de abril de 2014

BALANÇO DA MATARONA LITERÁRIA

Para além da paixão pela leitura, um dos factores que me leva a gostar tanto de participar nas Maratonas Literárias "Viagens (In)esperadas" é a existência de desafios, aos quais vamos dando resposta num grupo fechado no facebook e/ou nos respetivos blogues.

A existência de um tema por cada maratona é já para mim um primeiro desafio.
Escolhermos ler autores que (ainda) desconhecemos, livros de um determinado tema ou estilo literário, é por si só uma aventura para pessoas que, como eu, adoram ler de tudo um pouco e têm nas estantes (delas, dos amigos ou da biblioteca municipal) muitas hipóteses de escolha.

Mas os restantes desafios dão, verdadeiramente, um grande entusiasmo às horas e horas dedicadas a letras, páginas e histórias. Por isso, resolvi aqui deixar todas as respostas que fui dando aos desafios propostos, talvez para os tornar memoráveis e poder voltar a alegrar-me com eles sempre que me apetecer.

Desafio 1
Hoje assinala-se o dia da Liberdade… Os livros fazem com que se sintam livres? Até que ponto se sentem livres com a leitura de um livro?

Os livros são uma das minhas estradas para a liberdade. Eles levam-me até onde mais ninguém consegue levar-me, deixando-me escolher o caminho e abrilhantando a viagem. Os livros são a minha companhia nos momentos do "eu verdadeiro", que é um "eu livre". Não posso viver sem liberdade, como não posso viver sem livros.


Desafio 2:
Acróstico da Liberdade em Livros - Um livro é sinónimo de liberdade... De viagens a outros mundos... Momentos de Fuga à nossa própria realidade... Assim, para cada uma das letra da palavra LIBERDADE indiquem um livro. (Podem ignorar os artigos)

L ivrolândia - a terra dos livros (Rui Carreto)
I nocência Perdida (Nora Roberts)
B aunilha e chocolate (Sveva Casati Mondignani)
E ncontro com a morte (Agatha Christie)
R etrato a sépia (Isabel Allende)
D ezembro (Elizabeth H. Winthrop)
A cidentes de percurso (Maria João Lopo de Carvalho)
D eus numa Harley (Joan Brady)
E mmanuelle (Emmanuelle Arsan)


Desafio 3: 
Tira uma fotografia a uma pilha de livros de modo que as lombadas façam a bandeira de Portugal (uma lombada verde, uma amarela e uma vermelha). Fala-nos um pouco desses livros que usaste. 


Para este desafio resolvi escolher um tipo de literatura que adoro: infantil.
Estes 3 livros são fantásticos!!!
"Amor... que nojo" - é uma história deliciosa sobre a descoberta do amor em todas as espécies animais.
"Uma história de dedos" - como qualquer livro de Luísa Ducla Soares, este diverte-nos, delicia-nos e devolve-nos à infância.
"Guisado de Dragão" - uma história para meninos valente e aventureiros.

Aconselho os 3!!!

Desafio 4:
Como estão a correr as vossas leituras? Já completaram a leitura de algum livro? Gostaram? Que acharam da escrita do(s) autor(es)?

Até ao momento, li o livro "Desculpe lá, mãe!" de Rita Ferro, escrito em conjunto com a filha Marta Gautier. Gostei bastante do livro. Foi a primeira obra que li destas duas escritoras e fiquei curiosa e com vontade de lê-las em separado.
Comecei ainda a ler "Inocentemente eu..." de Liliana Alves, mas ainda não deu para ficar com uma ideia, porque estou nas primeiras páginas.


Desafio 5:
Tira uma fotografia à tua leitura do momento junto de algo que consideres típico ou característico de Portugal (bebida, comida, paisagem, música, etc…).

Estou a ler "Inocentemente eu..." e escolhi uma garrafa de vinho do Porto para acompanhar o livro... Deveria ter sido antes Moscatel, que é da minha zona, mas não tinha!!


Desafio 6:
Qual o autor português que outro(a) colega teu de maratona está a ler que tu nunca leste e tens curiosidade em conhecer?

Fiquei com curiosidade em ler diversos autores portugueses:
- Afonso Cruz
- Carina Portugal
- Carina Rosa
- Luis Miguel Rocha
- Nádia Batista
- Pedro Cipriano
- Pedro Paixão


BALANÇO FINAL: 
Quantos livros e páginas conseguiste ler? Como foram as tuas leituras?

Não consegui ler muito, mas mesmo assim foi mais do que pensei. Li um livro e um pouco de outro, que não está a ser tão bom como o primeiro (talvez por isso a diminuição do ritmo lolol):
- "Desculpe lá, mãe!" - de Rita Ferro: 244 páginas
- "Inocentemente eu..." - de Liliana Alves: 27 páginas

Quando puder, partilho com todos a minha opinião!!
Obrigada à Catarina, do blogue "Sonhar de olhos abertos", e à Silvana, do blogue "Por detrás das palavras", por mais esta iniciativa e por todo o dinamismo que usaram durante estes 3 dias.
Foram fantásticas!!!

1 comentário :