domingo, 8 de dezembro de 2013

FILOSOFIA PARA CRIANÇAS

Ontem passei a manhã na Escola Secundária do Monte da Caparica, numa sessão de esclarecimento sobre "Filosofia para crianças".
Era uma sessão aberta a professores, pais e encarregados de educação, dinamizada pela Professora de Filosofia Alice Santos, que pretendia "provocar-nos" sobre o assunto e deixar em todos nós a vontade de aprender mais.
Sob o lema de "Pensar melhor para viver melhor", foram abordados diversos aspetos práticos da filosofia que, aplicada ao dia a dia da criança, logo também possível e essencial em sala de aula, ajudará a construir um melhor caminho de felicidade.
Se o pensamento vive com o ser humano, quer queiramos, quer não, não será, pois, útil aprender a treiná-lo e a colocá-lo ao nosso serviço?
Fiquei muito interessada neste tema e acabei por encontrar uma justificação (ou creditação) para uma prática que está inerente à minha forma de ensinar, porque naturalmente na minha forma de ser, o que me deu alguma segurança e despertou a vontade de saber mais e melhor.
Sempre concordei, defendi e apliquei que as crianças têm de pensar sobre o mundo à sua volta, questionarem-se e questionarem o adulto, descobrir os porquês e os comos, debater ideias, defender posições, fazer críticas, ponderar hipóteses..
O pensamento e o discurso crítico, a intervenção social, o entender as razões... tudo são temas que, sem darmos conta, representam questões filosóficas e, se existem espontaneamente em nós desde que nascemos, parece claro que devemos dar-lhe espaço e importância durante a vida.
Fiquei cativada e acho que vou fazer a formação de 25 horas...
Entretanto, vou explorando o livro "Eu sou a Ana", de Alice Santos, que nos apresenta um conjunto de estímulos para colocar as crianças do 1.º Ciclo a pensar.

Sem comentários :

Enviar um comentário