quinta-feira, 10 de outubro de 2013

SOLIDÃO VS SOLIDÃO

Há cerca de uma hora que estou sozinha. Não sozinha em casa, nem me sentindo só, mas sozinha acordada, dedicada simplesmente ao que quero, ao que me apetece. Todos adormeceram de cansaço e eu fiquei por aqui, nesta sala que parece demasiado grande para mim.
Gosto de estar assim de vez em quando. Faz-me bem. Sem falas, sem televisão nem música ligada, só o som das teclas e o ronronar das gatas, que também dormem por aqui. Sinto-me em paz e o silêncio desta solidão faz-me falta. Também me sinto cansada e com sono, mas quero aproveitar estes momentos...
Até há pouco tempo não conseguia estar assim, não me sentia bem. Pensava que estava a ser egoísta e descobria sempre coisas que tinha de fazer. Não me apetecia, mas o dever de "aproveitar" o tempo dizia-me que era melhor. E nunca tirava estes tempos para me sentir assim... Pensar sequer que gostava de estar só fazia com que sentisse uma culpa do tamanho de um bicho raro e associal.
No entanto, no meio (por vezes) de tanta gente e de tanto tempo ocupado, sentia uma solidão enorme que me angustiava e que me levava a uma necessidade enorme de fugir, me esconder ou desistir. Estar rodeada de pessoas e sentir uma solidão gigante era um tormento que já aprendi a não deixar instalar-se em mim, porque magoava e fazia-me mal, deixava-me doente. Detesto senti-lo e ainda tenho momentos destes, mas agora percebi que eles são mestres que me ensinam o caminho a não seguir, porque me afasta da paz e da felicidade.
Hoje afirmo que gosto de estar sozinha, de ter momentos assim, porque sei e sinto que tenho muita gente que, não estando comigo no mesmo local ou na mesma cidade, está na minha vida e me recebe na sua, partilhando sentimentos que também não se veem, mas existem. E, estando só, descubro em mim mil tesouros e dou valor ao que sou sem nenhuma outra face que não a de eu própria, pessoa, ser com qualidade de que muitas vezes me esqueço, com defeitos como toda a gente e com características muito minhas que fazem com que exista e não apenas sobreviva... E fico cheia, tão cheia de paz e de mim...


3 comentários :

  1. Adoro estar sozinha, princesa! Agora mais que nunca sinto essa necessidade, não sei se pela idade e o peço da vida, mas sei que adoro fazer coisas sem serem programadas! Amo-te

    ResponderEliminar
  2. O medo de sofrer o medo de amar e ser amada e tudo acabar ou ser enganada ou mesmo querer-mos enganar pq somos infiéis e ou imperfeitos ´, estar só será cobardia ou fraqueza, talvez falta de confiança doença mental, sofrimento na infância, incesto, medo do pai da Mãe ou um deles. O Homem e a mulher completam-se, gerem filhos Família e Felicidade, temos de ter Fé e acreditar em Deus, ser espertos e estar-mos atentos como diz na Bíblia Sagrada, contudo, não sou ninguém, apenas um ser Humano que Deus colocou na terra até querer. Conheci uma Marisa em Vila Real assim, amei-a, mas desapareceu, amou-me mas obrigaram-na a destruir a alma, ficou-me com um filho que só não vou buscar pq iria derramar muito sangue e penso que este Filho, vive outro mundo um habitat que será o seu Mundo e eu Peço todos os dias a Deus que o Proteja e Ame assim como lhe dê saúde, para um dia ser um Homem feliz, Fiz de conta que MORRI sem morrer. Irei com este sofrimento para a cova. Muito Boa Noite Sra. Princesa eu também Sou Um Príncipe. obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá sr. anónimo
      Gostaria de falar consigo usando um verdadeiro nome, mas não me deixou essa alegria por aqui. Quem sabe um dia volte aqui a passar.
      Não consigo perceber algumas coisas que diz, mas entendo o que escreve como um desabafo que precisa fazer. Gostava de entendê-lo melhor, de poder usar algumas palavras para partilhar cores neste mundo que tenta passar-nos a perna mas que tem muitas coisas simples de onde podemos retirar frutos de alegria. Eu estou a aprender a fazê-lo.
      A noite de Natal tem a especial capacidade de pôr à prova todos os nossos pensamentos e, como não acredito em coincidências, penso que o seu testemunho no meu blogue num dia como o 24 de dezembro deverá querer dizer qualquer coisa.
      Fique bem!
      Desejo-lhe um excelente 2016!!

      Eliminar