quarta-feira, 9 de outubro de 2013

EU E AS NOVELAS...

Lembro-me quando havia apenas 2 canais e num deles dava a telenovela depois do telejornal. Não sei a que horas começava, mas sei que era cedo e que a maioria vinha do Brasil, muitas vezes da Rede Globo.
Gostava imenso de ver e era com satisfação que preparava tudo para o dia seguinte para poder estar sossegada a ver a "novela" com a mãe e a mana. Normalmente, contava a vida das famílias e tinha uma banda sonora feita de propósito, cujos temas eram conhecidos por todos e, alguns deles, ainda hoje se ouvem.
Em casa e na escola, brincávamos ao faz-de-conta fingindo ser as personagens principais. Normalmente eu gostava do papel de vilã. (Quem diria?) Nas revistas, falava-se dos atores brasileiros e muitas das caras lindas que idolatrávamos era de lá que as conhecíamos.
As novelas eram as séries da "nossa" língua e faziam grande concorrência de audiências a séries americanas e inglesas de horário nobre.
Mais tarde, com o aparecimento de mais canais, começaram a fazer guerras de audiências entre elas e as portuguesas entram na parada. Primeiro, uma em cada um dos 3 canais... depois 2... depois 3... Primeiro quase sem intervalo... depois com 2, 3, 4... depois com interrupções de muitos minutos (cheguei a contar mais de 20...) e horários pouco certos!
Lembro-me da época em que começaram a ser feitas boas novelas em Portugal e não mais segui nenhuma brasileira. Normalmente, havia uma de que gostava mais e seguia em muitos dias... às vezes fazia trabalhos da escola menos complicados ou atividades manuais enquanto via televisão. A adolescência e juventude teve muitas destas fases...
Depois cansei-me. Acho que coincidiu com o 3x3 novelas+3 intervalox20 minutos cada um. (Coincidência, de certeza!!!!)
Durante anos, não vi nenhuma.
Desde que casei, em 2001, só me lembro de ter seguido a "Vingança" e adorei. (Mas confesso que saltei alguns episódios|)

Atualmente, não sei se por ter filhos da idade que eu tinha quando gostava de telenovelas, se porque esta é realmente diferente das outras (ou a conjetura!), sigo a novela "Belmonte" com eles os dois e estamos mesmo a gostar.
Não vejo à hora que dá, pois coincide com a que os filhotes se deitam, mas gravo na box e vamos vendo quando nos apetece, tal como fazemos com a maioria das séries de televisão. Não sei se é do vasto leque de atores de qualidade, se da história estar no início e sempre a desenvolver, se do próprio enredo, se das paisagens magníficas de dois locais que adoro (o Pantanal e o Alentejo)... mas sei que estamos a gostar e que tem contribuído para bons momentos em família.
Estou a gostar de "Belmonte" e das suas personagens, tenho já os meus preferidos e uma ideia de como gostaria que a história se desenrolasse...


Estou aqui a pensar e, comparando com (outras) séries que sigo, parece que também acho a semelhança de haver uma família grande no centro do enredo, com muitos irmãos e personalidades distintas...
Não, não deve ter nada a ver!

1 comentário :

  1. Quando ligo a TV só se vê novelas atrás de novelas e mais novelas... É vergonhoso. Cultura está quieto. Recuso-me completamente a dar audiências a novelas, sejam elas brasileiras ou portuguesas. Segui novelas quando era mais nova, algumas brasileiras (Roque Santeiro, aquela que tinha aquela música "Encosta a tua cabecinha..." e outras) e portuguesas (Olhos d'Água, por exemplo). Dessas gostei, a partir daí nunca mais. É uma pena a TV portuguesa estar cheia de novelas e programas realitty show que não interessam nem ao menino Jesus.
    Beijinhos

    ResponderEliminar