quinta-feira, 6 de junho de 2013

ONDE ESTÁ A FORÇA DA FÉ E DA ORAÇÃO?

Estou de coração partido, esmagado, retorcido, escorraçado...
A minha fé há uns meses que não é a mesma. E hoje fiquei com mais dúvidas ainda se haverá realmente algo ou alguém no "Céu" a proteger-nos... E, se há, qual o porquê de acontecerem algumas injustiças tão erradamente demolidoras a pessoas que não merecem? Será justo que uns sigam tão antecipadamente à nossa frente para que aprendamos a dar valor ao que temos à nossa volta?

Há dias que não vinha à internet como de costume e hoje lá deparei com esta notícia tão triste como revoltante, do falecimento do "nosso" Rodrigo... Nem sei se irão sair algumas palavras de jeito deste teclado, que a cabeça já nem consegue pensar só de imaginar a dor que deve sentir uma mãe que perde um filho... E a força que esta criança teve durante toda a sua curta vida ao encarar de frente esta malvada doença que acaba por exterminar tudo à nossa volta!
Não consigo ficar indiferente... revoltar-me e deixar sair a dor aguda da injustiça através das lágrimas que caem de meus olhos tão cansados de ver outras (mais pequenas) injustiças no meu quotidiano desta semana... Não consigo entender o que há a aprender quando (até) a esperança acaba... quando (nem) o poder de milhares de pessoas em oração consegue salvar este ser indefeso cujo maior pecado deve ter sido uma birra entre quimioterapias ou um xixi no chão num dia de extremo cansaço.

A vida é injusta... a morte também. Ou talvez mais ainda.
O Céu decerto brilha melhor desde ontem, mas a razão não é de todo para aceitar sem indignação, tristeza, dúvida, revolta, solidão...

Só me resta um (pequeníssimo) conforto em tão triste notícia: muito do que foi feito pelo Rodrigo em vida
irá beneficiar outras pessoas e, quiçá, salvar outras crianças... E se for este o único consolo, terei (ou teremos) de me agarrar a ele para não começar a acreditar que nada vale a pena...

1 comentário :

  1. Olá Marisa, também fiquei super triste quando soube, mas também tenho seguido um outro menino o Samuel que enfrenta a mesma luta que o Rodrigo. Bem sei que não conseguimos ajudar todos os meninos e meninas com esta doença tão terrivel, mas nem que seja com palavras... procure-o no facebook, ajudar o samuel...

    ResponderEliminar