sexta-feira, 19 de abril de 2013

SEMANA DE DESÂNIMO PROFISSIONAL

De vez em quando surgem estas semanas, que arrasam comigo por completo.
Não sei se foi do sol ter aparecido e despartado as hormonas responsáveis pela desconcentração, pela preguiça, pela vontade de conversar, pelo riso e pela brincadeira (haja felicidade nas crianças!!!), mas a verdade é que ensinar e consolidar aprendizagens tem sido uma tarefa bem difícil esta semana.
Os miúdos andaram completamente alheios à necessidade de se agarrarem aos livros e de se empenharem... Aproveitaram todas as oportunidades para testar os meus limites... Lembraram-se de dar respostas muito alucinantes a questões sobre conteúdos que pensei que estavam adquiridas... Motivaram-se excessivamente por intervalos, almoços e afins e diminutamente por qualquer atividade de qualquer área...
E eu, na labuta diária de querer que aprendam e que gostem da escola (compreenda-se: aulas), experimentei todas e quaisquer estratégias que me lembrei para prender a sua atenção e envolvê-los (quer dizer, o pino acho que não fiz!!)... sem grandes resultados.
E vi, nas carinhas de 4 ou 5, o sufoco de não terem sido atingidos pelo mesmo desenvolvimento hormonal e de também não compreenderem o que se estava a passar com os outros. O que deixou, ao mesmo tempo, presa porque tinha plateia e angustiada porque aqueles, àquele ritmo, iriam também acabar por ganhar sono ou vontade de ficar em casa...
Ora bolas!!!! Não é fácil ensinar, nem pensar. Sei-o desde que, na flor dos meus 21 anos, em 1999, comecei a trabalhar... Os miúdos estão cada vez mais difíceis de se deixar envolver. Percebo-o mais fortemente em cada ano que passa... Os programas estão constantemente a ser mudados e exigem-se conhecimentos e competências que a maturidade dos 6 aos 9 anos não alcança (apesar de muita gente continuar a achar que "antigamente" é que se aprendia muito)...
Mas é tão bom trocar conhecimentos com os nossos meninos!!!! É tão bom vê-los crescer em sabedoria, responsabilidade, maturidade, postura... É tão fascinantes ter 40 olhinhos postos em nós, ou no quadro interativo, ou numa folha de papel, ou no ecrã do portátil, ou num livro, ou num manual, ou numa cartolina que se tranformará... de lápis na mão, usando a caneta numa caligrafia bem ou mal desenhada mas legível (que nem todos conseguem mesmo letrinha perfeita), os números sairem brincando de suas bocas, o que viram ou ouvir (nem que seja na TV) ser partilhado e rentabilizado naturalmente em novos conhecimentos...

E esta semana (comprida, custosa, difícil, desconcertante, desanimadora) não consegui nada, ou quase nada disto... Frustrada? Sim.Cansada? Não. Exausta! Triste? De certeza!
Todas as profissões devem ter destas semanas, quero mesmo acreditar. E tenho sorte por ter trabalho e estar até numa situação estável tendo em conta o que se passa no país e mesmo com muitos dos meus colegas. Mas é tão bonita esta "missão" e custa tanto não a conseguir!!!
(Amanhã é outro dia. E segunda começa nova semana. Felizmente!)

Sem comentários :

Enviar um comentário