quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

O CARNAVAL

Cá por casa já se sente Carnaval.
Desde o fim de semana que os caixotes dos disfarces sairam da arrecadação para iniciarmos a viagem pelo mundo da fantasia.
Normalmente temos 5 dias de Carnaval, sempre com mascarados cá em casa. Pelo menos os miúdos...
Este ano começou mais cedo...

Na escola dos filhotes a semana é dedicada ao disfarces e, por isso, em cada dia há um acessório ou apontamento destinado a ser usado. Na segunda foi dia do bigode, na terça do chapéu, hoje da peruca e amanhã será dos óculos. O Simão não anda muito entusiasmado e só quis aderir em 2 dias, mas a Matilde tem adorado a semana e tem saído de casa sempre a preceito.(Depois mostro as fotos!)
Na sexta-feira é dia de desfiles para toda a família (pais e filhos).
Os filhotes vão mascarados livremente, com os seus fatos de eleição, para se divertirem com os colegas e as professoras. (Que pena tenho de nunca poder ir vê-los!) Eu também farei o mesmo com os meus alunos... o nosso tema é a pesca e iremos todos mascarados de pescadores e varinas, bem a lembrar uma atividade importante na nossa zona. Eu gosto imenso desta atividade anual e é com todo o prazer que me mascaro com os miúdos e que passo todo o desfile a dançar e a animá-los. Há muitos que não gostam e estão no seu direito, mas os que vão contam sempre com muita animação e boa camaradagem.

A partir de sábado, a Matilde vai continuar com as máscaras, uma por dia, que adora andar disfarçada e passa tempos maravilhosos a viver ao faz-de-conta vestida de fada, de bruxa ou de princesa... Os saquinhos com a roupa preparada para todos os dias (que vamos reunindo com os anos e aproveitando promoções e mesmo empréstimos) já estão atrás da porta do quarto à espera da sua dona.

O Carnaval traz-me sempre boas memórias.
Memórias do tempo de infância em que passava 4 dias de folia em bailes, acompanhando o meu pai com a família, pois tocou durante anos em grupos que tinham sempre trabalho nestes dias. Que saudades desses tempos bons!!!! Ver o meu pai no palco, distinguir claramente o som da sua viola-baixo em cada tema, dançar as músicas brasileiras que tão bem interpretavam, pular, correr, brincar... estar com gente feliz e fazer de conta que a vida era aqueles dias...

Memórias do tempo de adolescente/jovem, quando me reunia com um pequeno grupo de amigas e nos mascaravamos de igual. Semanas antes começávamos a planear os fatos, depois compravamos as peças necessárias, reuniamos os tecidos, juntavamo-nos em casa da minha mãe para os preparar, pois era ela a nossa costureira de serviço... 4 dias sem vestir as nossas próprias roupas, a deitarmo-nos tarde, a beber chá às 3h da manhã (ainda maquilhadas) rematando com muitos dedos de conversa e acordando à hora do almoço no outro dia, para depois descansar e voltar a preparar mais outra noite... maquilhagens, manicures, cabelos a pentear, sempre com companhia e muito divertimento.

Memórias de saídas de casais, com amigos, a mana e o cunhado... eles de matrafonas e nós de homens afeminados... Memórias de 2 anos de corso em Alhos Vedros, onde dançava até quase não aguentar, como colminar de muitos ensaios e de algumas noites a ajudar a fazer chapéus e outros acessórios.

O Carnaval faz-me bem e sabe bem. Sabe a samba e alegria, sabe a folia. Faz-me reviver e renascer.
Conto com ele para me pôr bem em cima!!!!

Sem comentários :

Enviar um comentário