sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

PLANEAR PARA PRESENTEAR

2013 promete ser um ano difícil em termos económicos. Já se perspetivam duros meses de contenções e restrições, contando os tostões até ao final do mês. O dinheiro não vai chegar para extras e terá de ser bem organizado e rentabilizado, de forma a conseguirmos fazer uma vida com alguma qualidade.
E, bem vistas as coisas, se tivermos trabalho e saúde, já estaremos bem melhores do que muita gente neste país. Eu considero-me sortuda... apesar de sentir alguma desmotivação face a outros anos e épocas, sinto que sou uma pessoa de sorte por ter um trabalho mais ou menos seguro e por não ter problemas de saúde graves nem dispendiosos.

Contudo, sei que vou sentir já uma grande diferença no orçamento familiar a partir deste mês ou do próximo e estou a organizar-me para poder continuar a ter alguns momentos dedicados ao que me dá prazer, pois se disso prescindir por completo sei que a coisa correrá bem pior. (E aí terei problemas de saúde...)

Há coisas que ADORO e que quero poder continuar a fazer e, para isso, estou já alterar a forma de viver e de organizar a vida. Claro que isto implica um plano e alteração de rotinas, mas acho que vale a pena, pois não temos muitas soluções para além de encarar a crise de frente e procurar dar-lhe uma volta inteligente. Penso que há formas diferentes de agir, quando a necessidade/interesse é grande e as condições mudam. Se calhar temos de voltar a valores já pouco usados por muita gente, apostando na partilha, na união, na troca, na rentabilização dos dons de cada um, no prazer a longo prazo...

Uma das coisas de que gosto de fazer ao longo do ano é de oferecer presentes e vai ficar mais complicado, por isso estou agindo assim:

- Fiz uma lista dos aniversários dos familiares e amigos especiais (IMPORTANTE!).

- Tenho um saco cá em casa onde vou guardando presentes de aniversário, à medida que os vou adquirindo.

- Quando vou às compras, ou estou online, se vejo uma boa promoção (como as dos 75% de desconto do continente, por exemplo) ou outras que me chegam mail (através das newsletters) e ao feed notícias (facebook), vejo se posso investir esse dinheiro, a quem quero oferecer esse produto e compro, guardando no saco à espera da data do aniversário.

- Claro que concorrer a alguns passatempos (nos blogues que sigo e no facebook) também ajuda a encher o saco, a custo 0, com presentes bem bonitos e que não conseguiria adquirir de outra forma.

- Como ganhei uma máquina de costura no Natal (obrigada sogrinha!!!!), também conto poder usá-la e, tal como faço com a Bimby, fazer trabalhos artesanais para oferecer, como compotas, bolinhos, conservas, pulseiras, sacos de cheiro, bonecos, entre outros. Uma ideia é aproveitar tecidos que já tenha em casa e dar-lhe um novo uso, bem como a bijuteria que já há anos que está no armário sem ser usada.

- Um presente que adoro oferecer é livros e aconselho a visitarem as lojas Continente pois têm à venda, no momento, livros a 60% de desconto imediato (até 27 de janeiro) e, segundo me apercebi, são diferentes de loja para loja, o que permite um leque vasto de hipóteses para adultos e crianças. Também a Editorial Presença está em saldos e tem alguns livros bons e de aproveitar.

- Depois dos saldos e promoções, vão continuar a aparecer algumas feiras nos hipermercados, com preços mais acessíveis do que de costume, para além das habituais promoções pontuais que todos eles fazem ao longo do ano e, com um olhar atento sobre elas, com a lista de presentes no papel (ou na cabeça) poderemos sempre aproveitar uma ou outra.

1 comentário :

  1. Olá Marisa, eu estou com esse problema, o meu orçamento, está a reduzir com os atraso de pagamento do patrão, e parece-me que vamos, eu e os meus colegas, para o fundo de desemprego, ora vou receber menos de metade do que recebo ou recebia, sendo assim como é que vou conseguir mimar os meus sobrinhitos pequeninos? e comprar livros que eu tanto amo? Vou seguir alguns dos teus conselhos, vai partilhando ideias!
    Bom fim de semana!!!

    ResponderEliminar