quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

TERMINAR 2012

Estamos a poucos dias do final de 2012 e estou com aquela sensação de frio no estômago de quem quer muito terminar qualquer coisa com o sentido de dever cumprido.
Este não foi um ano fácil, mas ja tive piores, por isso, e tendo em conta tanta coisa boa que tenho à minha volta, diria que sou uma pessoa de sorte.
No entanto, há pequenos pormenores que quero deixar "encerrados" até dia 31, pois já começo com as minhas listas de 2013, na esperança de ter um ano melhor (ou pelo menos igual)...
O meu caderninho de listas já anda pousado em cima da mesa da sala e as ideias já vão surgindo. Nada de muito otimista nem exagerado, apenas coisas práticas do dia a dia, muitas das quais estão a começar a ser hábitos.

Após as arrumações que se seguiram a 2 dias intensos de Natal cheios de pessoas a entrar e a sair cá de casa (o que me deu uma alegria bem grande) cheguei a uma fase em que me apetece esvaziar as gavetas que ainda não foram destralhadas e por algumas coisas em ordem para o tal novo começo:

- Entregar papeladas relativas à minha (futura) vida profissional, as quais guardei para o fim pois não concordo com o novo modelo de avaliação de professores e andei a tentar evitar o inevitável e também porque não pretendo pedir para mudar de agrupamento (em equipa vencedora não se mexe!);

- Terminar as contas do condomínio (do qual fomos este ano administradores), para passar a pasta ao próximo devidamente organizada;

- Organizar as últimas fotografias impressas em albuns para começar depois a usar os abuns digitais (esta tarefa agradavelmente cabe-se sempre a mim e dá muito prazer);

- Dar volta aos meus livros, registando alguns no Wikingbooks e listando os que ainda quero ler e que gostaria de emprestar;

- Reorganizar algumas gavetas da sala e do hall, para destralhar e organizar lembranças nos locais corretos, a ver se entro no novo ano com menos tralha e tudo mais funcional.

Parece muita coisa (e até é) mas terá mesmo de ser feita para que o novo ano chegue em força e entre com o pé direito, pois quero sonhar mais, rir mais, descontrair mais, brincar mais, sair mais, ler mais, funcionar melhor... e quando há vontade conseguimos sempre dar um passo, nem que seja de anão...


2 comentários :

  1. Pois eu estou tão receosa do novo ano...profissionalmente está tão dificil que tenho algum receio, mas seja o que Deus quiser...

    ResponderEliminar
  2. Muito bem! Força com o destralhanço, que depois de terminado, sabe mesmo bem! :)
    Beijinho e feliz 2013!

    ResponderEliminar