segunda-feira, 26 de novembro de 2012

ORGULHO TEM ESTA PROFESSORA

Enquanto professora, o que mais me alegra é saber que os meus alunos se sentem bem na escola e que gostam de estar e de aprender comigo. Não peço maior gratificação do que os seus sorrisos, as suas aprendizagens, a sua confiança e respeito, a sua dedicação... A eles e aos pais, que são sempre meus parceiros diretos e ativos e por quem nutro um grande carinho e proximidade.

Este ano tenho um grupo muito especial, com diferentes anos e níveis de aprendizagem, com algumas características que me poderiam colocar os cabelos em pé (às vezes colocam mesmo, confesso!), mas com corações cheios de alegria e cor. A maioria está comigo desde o 1.ºano e já se encontra no 3.º, mas também recebi alunos novos, que vieram de outras turmas ou escolas. Assim, temos tido o desafio de nos mantermos unidos como grupo, recebendo nele os novos amigos, de forma a fazê-los sentir bem e acompanhados.

A forma como tudo está a decorrer só pode deixar-me orgulhosa desta equipa. Orgulhosa de verdade e com sinceridade, orgulhosa das atitudes dos que abriram os braços e dos que se deixaram acolher, que isto de mudar tem sempre uma fase muito difícil. Orgulhosa por reconhecer tantos valores positivos neste grupo, tanta humildade e companheirismo. E isso vê-se no dia a dia, na sala, nos recreios, nas saídas... nas brincadeiras e nos trabalhos de grupo.... nas partilhas de lanches e de brinquedos... na troca de desenhos e frases bonitas... na preocupação com os choros e na cumplidade das gargalhadas e das piadinhas...

E os mimos que me dão são fantásticos! O brilho no olhar, a alegria ao entrar, o sorriso ao me ver, as palavras que partilham e os segredos que vamos trocando... os quais, junto com as aprendizagens, fazem um bolo maravilhoso, saboroso e tenrinho, sempre parecendo acabadinho de sair do forno.

E o que aparece de surpresa na secretária, muitas vezes quando entro, depois de ter passado por abraços e palavras doces ao portão?
Desenhos dentro de envelopes ao estilo "admirador secreto", um saco com uma paixão que vi numa montra, fatias de bolo caseiro embrulhadinhas para o café, novidades contadas ao ouvido, abraços de saudades à segunda-feira, artesanato feito por mãos de mães habilidosas, que decoram o meu espaço na sala...


Só posso estar feliz e pedir ao Sr. Ministro que me deixe ali ficar.

E amanhã é segunda-feira!

Sem comentários :

Enviar um comentário