quarta-feira, 17 de outubro de 2012

RAPAZ VAIDOSO

Quem diz que as mães dos rapazes é que têm sorte porque eles se despacham bem mais depressa do que as raparigas, é porque não tem um filho vaidoso como o meu. (E olhem que a filha anda sempre super bem arranjada!!!)
Definitivamente esta pré-entrada na pré-adolescência está a ter um impacto grande na sua imagem, que se prende algures entre o prático e o fashion.
Já no verão notei algumas diferenças, mas este outono está a trazer para minha casa um rapaz novo, que gosta de se olhar ao espelho, de combinar roupas e de ir para a escola nos "trinques". (Não, ainda não está na fase do perfumado, mas também não tenho, ainda, daqueles problemas de higiene...)

Todas as manhãs há rituais que não escapam, por mais que tente escolher com ele a roupa na véspera:

- Levanta-se meio ensonado e vai fazer o seu xixi. Passa pelo espelho... "Bem, estou horrível. Mãe, posso tomar banho?".

- Mais de 10 minutos de duche, que de manhã parecem 100, e sai com mais energia, mas só depois de eu ameaçar que desligo o gás e dirigir-me para a cozinha.

- Veste as calças, sem as meias ainda calçadas. Estão largas ou apertadas (sempre!!!). Bem... "Mãe, ajuda-me a pôr o elástico no sítio?". Isso ajudo... mas ainda não fica bem e ele acerta. Mas não sem me dizer, depois de mais uns minutos com elas vestidas: "Vou pôr um cinto!".

- Quer vestir as meias e não consegue. As calças estão justas, que este ano não quer de fato de treino e as gangas têm de estar no sítio certo e nada de largas, e não consegue dobrar-se. Olho para ele. Já não diz mais nada, pois sabe que, mal saiu do banho, lhe disse, como sempre, "Calça primeiro as meias!".

- Veste a sweat que escolhemos na véspera. Está justa (e mostra que não consegue mexer-se)... Está grande (e mostra que as mangas saem para fora do braço)... Está curta (e dobra-se para trás para mostrar a barriga).... Escolhe outra... e outra.... e outra.... Nada fica "tal e qual" como ele quer. Eu, dou um ultimato: "Logo temos que experimentar blusa a blusa e ver quais as que te estão bem!". (E já são mais de 20h e ainda não o fizemos). A de hoje é fantástica.

- "Vais descalço, Simão?"... só gosta de se calçar depois do pequeno-almoço. Mais uma mania!

- Penteia vinte vezes o cabelo, põe mais para um lado, mais para o outro, dobra a cabeça para ver como cai quando a mexe, ajeita com a mão, com o pente, depois com a escova... "Está péssimo!", diz ele. Não gosta, mas também não quer cortar. Quer levar boné, mesmo estando a chover. "Não leves, o cabelo está ótimo!". Claro que não, porque não é assim que ele o deseja. "A mãe dá um jeito!". Penteio, mexo 2 milímetros e fica fantástico. "Oh, ainda não lavei os dentes!". Lava-os, bem esfregadinhos sem esquecer o aparelho, e volta a olhar ao espelho. "Mãe, qual chapéu é que levo? O cabelo está horrível!".

- Veste o casaco, porque é obrigado, ou tenta sair sem ele... é apanhado.

- Já quase no elevador... esqueceu-se dos leggo's que combinou levar. Volta sozinho atrás e nós (mulheres, com fama de demorar, super-despachadas e cheias de acessórios a combinar) esperamos um minuto e ele chega ofegante. "Bem, sempre tenho de levar o chapéu na cabeça, que o cabelo já secou e não está nada bom!".

- A sair do carro, à porta da escola, ainda pergunta... "Estou bem?". "Estás lindo, filho... mas tens de te levantar mais cedo ou despachar-te mais depressa!".

E os próximos 15 minutos sabem tão bem!!!
Olho no retrovisor. Hoje até pintei os olhos! Como demorei tão menos tempo do que ele? Bem... minutinhos de música para aproveitar.

1 comentário :

  1. São o nosso orgulho, não são?
    O meu tem 18 anos mas tambem gosto de o apreciar a arrenjar-se, ele tem um grande problema de cores...tenho sempre de o ajudar, e já não sai sem perfume.
    Um bom dia

    ResponderEliminar