domingo, 2 de setembro de 2012

TARDE DE CINEMA...

Não saimos de casa, apenas ficámos os quatro enroscados no sofá.
Não gastámos cerca de 26€ em bilhetes, mas apenas 3,99€ a alugar um filme no videoclube da Zon.
Não comemos pipocas, porque não nos apeteceu (que até tinha daquelas de microonndas), mas comemos crepes caseiros (feitos pelo pai Hugo), com bolas de gelado.
Não vimos um filme do cartaz atual, mas vimos um que não fomos ver ao cinema e que já está em videoclube:



Foi uma boa tarde em família.
Eu, que adoro cinema, gostei bastante e acho que vamos repetir.
Não é que não tenhamos feito mais tardes destas, que somos os quatro adeptos de filmes e há muitos que gostamos de os ver juntos, mesmo os que estão a dar na TV, mas esta tarde foi (digamos que) planeado ser assim.

E depois do filme acabar, fiquei pensativa.
Pensei no que seria a vida dos meus 3 companheiros se ficassem sem mim...
Pensei nos sonhos que cada um de nós (adultos) tem e na forma como podemos dar-lhes espaço sem ser necessário nenhum de nós desaparecer...
Pensei em como não temos (nenhum de nós) dado valor ao facto de podermos ir muitas vezes ao cinema. Os miúdos têm visto todos (ou quase) os filmes infantis praticamente na altura em que estreiam, nós os 2 (apesar de adorarmos) raramente assistimos a sós a um filme que nos agrade para depois ficarmos a falar horas num café ou restaurante sobre o que sentimos com o mesmo e sobre todos os filmes bons que vimos e personagens que adorámos ou detestámos...

A verdade é que acabámos por "vulgarizar" a ida ao cinema, não deixando que assuma o papel de saída importante e a recordar que deveria assumir. Porque há tantas salas de cinema já, porque gostamos que tenham sempre um leque grande de saídas e vivências culturais, porque investimos parte do nosso orçamento nestas saídas, porque queremos estar sempre com os miúdos... por razões muito válidas (continuo a achar) mas que também têm o lado de "desvalorizar" a saída ao cinema tornando-a vulgar.

Por tudo isso e muito mais, acho que vamos começar a achar alternativas (muito) mais baratas de ver filmes em família...
- Alugar mais vezes filmes no video clube da Zon (ou de outra empresa que nos esteja a servir televisão no momento...);
- Estar mais atentos aos que dão na TV, ensinando os meninos a procurar na programação dos canais e dando-lhe espaço para "esperar" pelo dia e hora em que vão dar. Porque esperar e ansear também faz parte da aprendizagem e andam meio esquecidas as suas vantagens na cabeça de pais como nós;
- Gravar aqueles que dão em momentos em que não estamos em casa mas gostaríamos mesmo de os ver;
- Aproveitar os cinemas gratuitos que alguns centros comerciais proporcionam;
- Tornar as saídas ao cinema menos vulgares, mas mais "únicas"...

Ao fim ao cabo, acabei por fazer uma nova lista!
E que também serve de poupança!

2 comentários :

  1. pois minha amiga também fiz o mesmo ca por casa ! tivemos uma amiguinha da Mariana que veio ca dormir e resolvemos alugar um filme no video clube da zon e por acaso foi o mesmo que voces alugaram!! o filme é lindooooooooooo!!! E eu como é normal chorei que me fartei!! Oh pánão posso ver estas histórias reais!! Mas a nossa sessão mais ou menos em familia, embora a amiguinha não seja familia direta é como se fosse, já se conhecem desde os 3 anos, ficou muito mais barato do que ir com elas para o cinema, mas nós tivemos as ditas pipocas de microondas!!! hihihi e são deliciosas!! fazemos isso muitas vezes e é muito bommmm...

    ResponderEliminar
  2. E qualquer dia combinamos aqui um filminho de terror ou suspense (em ecrã gigante) numa festa pijama. Só para adultos, claro. Quem não quiser ver o filme fica com as crianças. Que parece?

    ResponderEliminar