quarta-feira, 13 de junho de 2012

JANTAR DE BEM-APROVEITADOS

Na segunda-feira, ao chegar a casa, decidi experimentar a primeira receita do meu novo livro "Cascas, talos, folhas".
Só precisava usar as cascas das batatas e confesso que ter "batatas biológicas do Veado", que é como quem diz da horta do monte dos meus sogros, me deu muita coragem para o que fiz a seguir. (E que jamais pensaria ser capaz!)

Primeiro, fiz uma boa (modéstia à parte) sopa de cenoura com favas, na Bimby (pois claro), usando cebola, courgete, cenouras e batatas, com favas cozidinhas na Varoma e adicionadas no fim.

Até aqui, nada de estranho.
No entanto, quer as cascas das batatas quer as das cenouras não foram para o compostor, muito menos para o lixo. Foram lavadas diversas vezes... antes de descascar as respetivas, durante a operação e após, tendo ficado de molho, enquanto a minha amiga fazia a sopa.


Depois, como tinha carne de vaca descongelada, fiz uma espécie de bolonhesa. Comecei por picar alho e cebola com o azeite. Depois, juntei as cascas da cenoura e voltei a picar. Refoguei bem durante 8 minutos a 100ºC. Ao refogadinho, juntei a carne e temperei com sal, pimenta e louro. Por fim, deixei guisar durante 15 min. (Tudo na Bimby!!!)

Enquanto isso, experimentei então a primeira receita: cascas de batatas fritas. Que é como quem diz, fritei as cascas das batatas que tinha posto na sopa. Ficámos todos a olhar para a frigideira com receito do que iria dali sair. Depois de fritas, escorremos bem em papel absorvente e, por incrível que pareça, o Simão foi o primeiro a experimentar. Estava delicioso! Parece impossível, mas é verdade! E não, não estou assim tão pobre que TENHA de comer cascas. Foi mesmo porque me apeteceu experimentar.
E foi tal o sabor (para o qual, de certeza, contribuiu o facto das batatas serem biológicas) que, sendo em pouca quantidade, o maridão ainda pôs mais batatas a fritar, às rodelas finas, mas sem tirar a casca. (Ah, também juntámos as 5/6 batatinhas minúsculas mas saborosas que apanhámos hoje da nossa horta de varanda!)


E assim, fizemos uma refeição nutritiva e saborosa, com o mínimo de desperdício: sopa de cenoura com favas e carne picada estufada com batatas fritas com pele.

Conselho: Antes de torcer o nariz, provar!!!

1 comentário :

  1. pois minha amiga Marisa... devo dizer que fica MUITO BOM !! experimentei hoje depois do teu maridão me ter contado!! muito bom sim senhora e recomenda-se!! lança mais que eu vou a seguir!!! lool

    ResponderEliminar