sábado, 12 de maio de 2012

SAÍDAS E PLANO B


De há uns tempos a esta parte que as nossas saídas em família não têm corrido como de costume.
Umas vezes são canceladas, não chegando a acontecer (por motivos caricatos até!), outras revelam-se bem diferentes do imaginado, outras surgem imprevistos de última hora a atrapalhar.
Não é que acredite em bruxas e mau-olhado, mas já começo a desconfiar que há por aí energias negativas a influenciarem estas coisas. Sim, porque em energias eu acredito vivamente.
Pensamentos e atitudes sinceramente positivas encaminham a nossa vida numa direção e o oposto atrai-nos para dores, insucessos e desvalorização. Não que seja tudo linear, pois afinal nada na vida o é. Mas acredito que, se conseguirmos encontrar sempre pontos positivos no que nos acontece, encontraremos o plano B quando algo corre mal. Nunca fui espontaneamente otimista, mas ando em treino e tenho consciência que algo está a mudar.

Mas voltando às saída, posso dizer que, para mim, é um passatempo planeá-la.
Procurar na internet, estar atenta a propaganda e a alguns locais específicos, conhecer festivais e festas anuais... tudo isto me ajuda a encontrar propostas de saídas diversificadas e interessantes, que nos levam a passar agradáveis momentos (principalmente) a quatro.

Muitas vezes encontramos propostas gratuítas, mas para outras já temos "orçamento" preparado. E há sempre formas de passar o dia de forma divertida sem gastar muito ou minimizar os custos levando lanches, almoços ou outros "truques" (como escolher dias especifícios em que há promoção ou adiantar a compras naqueles sites de descontos!).

Tenho consciência que, desta forma, proporcionei aos meus filhos (e a nós, pai e mãe também!) momentos e experiências que são únicas e que vão ficar marcadas nas suas vidas, seja em recordações, seja em conhecimentos ou vivências que, nitidamente, influenciam as suas vidas.
Não sou um pessoa extremamente culta, mas procuro melhorar a minha cultura geral pois tento sempre ser melhor. Gosto de me divertir, adoro passear, amo estar com a minha família e quando a ambiente é super, cresço por dentro em todos os sentidos.

Parece que há energias que não concidem com a minha das saídas, que até colidem com elas. Mas não me deixo vencer, por que a vida é para aproveitar enquanto não estamos pobres, doentes ou ocupados com as responsabilidades diárias. E até estas podem ser um motivo de alegria, se não me queixar tanto e olhar para os pequenos sucessos que vou alcançando. Hoje houve energias menos positivas no ar, mas os meus meninos vivenciaram um passeio magnífico pelo mercado municipal e o frigorífico ficou com comida fresca e saborosa. Hoje o plano B entrou em ação porque já aprendi a canalisar as forças boas que há em nós noutras direções que não a derrota. Chega de maus pensamentos...

1 comentário :