sábado, 28 de abril de 2012

SONHOS PARA TODOS OS PRAZOS

Há tempos que ando a reparar que esta minha mania de tanto sonhar, mesmo calada e devagarinho, não só é boa como tem intensificado o que há de mais puro em mim.
Sim, que isto de sonhar é mesmo a melhor forma de fazer girar o mundo, seja ele a esfera redonda azul e verde (ou castanha?!?) a que todos estamos agarrados ou o espaço mais ou menos grande em que convivemos connosco e com os que nos são queridos.
A mente precisa de alimento são e de paz, de imagens que refresquem e saciem, de ginástica alegre e de magia e o sonho, grande ou pequeno, traz-nos tudo isso... e pode trazer mais se conseguirmos sonhar agarrados por um fio a um ponto fixo na terra ou, quem sabe, com um olho aberto e outro... semi-fechado.

Nesta minha cabeça pensadora, e desista de ler quem está já enjoado que acho que vai piorar, descobri que habitam 4 tipos de sonhos:

Sonhos a Curto Prazo (SCP)- Quase que podiam ser simplesmente objetivos, mas não sei muito bem distinguir uma coisa da outra... ah!!!! mentira!!! Um objetivo é uma coisa que temos obrigatoriamente de fazer, que começa por um verbo e que não nos dá prazer nenhum! Um SCP é muito mais... é algo que temos/devemos/queremos/vamos fazer, que começa.... tb pode ser por um verbo e que fazemos com um sorriso ou com satisfação. E que bom que era transformar todos os objetivos em sonhos... É por isso que marco saídas a 4, planifico as aulas com antecedência e diversificadas, evito mais rotinas do que as necessárias, faço listas para não esquecer nada... e mto mais. (Que vou riscando com a sensação de sucesso!)

Sonhos a Longo Prazo (SLP)- Estes podiam ser chamados de metas ou planos... pronto, são comparáveis. Cá na minha ótica, sei que os meto na cabeça tipo em setembro e não saem de cá sem estarem realizados, o que pode demorar... bem, para estarem nesta categoria penso que o máximo são uns 2/3 anos. São quase que filmes que me envolvem e removem e, por vezes, quase não me deixam dormir (mas no bom sentido!). Imagino os pormenores, rio por dentro com o que vou sentir, antecipando efeitos e resultados, estabeleço etapas e envolvo gentes pequenas ou grandes que doninam o meu coração e que, apanhados na selva das minhas emoções, se deixam emaranhar e se aventuram comigo em mudanças, viagens, projetos, obras, festas, compras... ou, sozinha, embarco num livro (ou vários), na preparação de uma surpresa ou na organização de um album de fotos!

Sonhos Pouco Prováveis (SPP)- Estes são os mais "secretos" ou que têm pouca ajuda, pouca "gasolina" (porque não sobra dos outros) ou que talvez um dia (se me sair o Euromilhões) venham a ser colocados nos SLP. Confesso que, na maioria dos dias não penso muito neles... ou tento não pensar, por variadíssimas razões, mas são sonhos, no verdadeiro e literário sentido da palavra. Sonhos dos que temos quando estamos a dormir e que ficamos com pena de acordar. Alguns são conhecidos por pessoas que vão ler estas (muitas) linhas, outros vão surpreender, pelo menos um vai danar à brava um dos homens da minha vida (ou 2 deles, mas 1 não vai ler isto)... mas são meus, meus e meus e é possível que me venha a esquecer de algum, pois há dos mais recentes aos que habitam em mim desde pequenina!!!
Saiba-se:
- Escrever um livro;
- Ter outro filho;
- Tirar um curso de psicologia;
- Ter aulas de voz e de teatro e entrar numa peça ou filme dramáticos;
- Ir à Lua;
- Construir um centro equestre de terapia de auto-estima...

Sonho para a Vida (SV)- Um único sonho, enorme e que enche a minha alma todos os dias, acompanhando todos os outros tipos de sonhos, como que orientando-os! Não sei quando vai ser alcançado (se calhar vai sendo mesmo todos os dias!!!!!) mas tento pôr uns pozinhos nele em cada passo que dou, em cada palavra que digo, em cada gesto que faço. Uns dias estou bem pertinho e ele enche o meu peito de forma que parece que rebenta... noutros afasto-me um pouco e fico gelada e precisando de abraçar ou de ser abraçada. O meu SV é...
Ser feliz e fazer os que amo felizes.

Não será o melhor de todos os sonhos????

Sem comentários :

Enviar um comentário