terça-feira, 24 de abril de 2012

PARECIDA COMIGO

Muitas das pessoas conhecidas que me encontram na rua com a minha Matilde dizem que ela é parecido comigo, que faz muito lembrar a minha imagem em miúda. Fico orgulhosa, porque acho a princesa linda e por ter conhecido dar o meu contributo para um exemplar feminino quase perfeito.
No entanto, quando notam que é uma menina vaidosa, que gosta de se arranjar e de estar sempre na moda e que combina todas as peças criteriosamente, já referem outras parecenças.

Hoje, ao vestir-me, enquanto me olhava ao espelho para ajeitar a "echarpe" a combinar com a camisola, dei comigo a ouvir de novo as palavras trocadas com a professora da princesa, ontem quando a fui buscar:

- Adoro ver a Matilde entrar pela sala e reparar na sua roupa. - diz a professora.
- É muito vaidosa e gosta de ter tudo a combinar, a minha filha. - respondi eu.
- O que adoro mais ainda sao os acessórios: lenços, colares, chapéus...
- Há gavetas para cada dito de acessário lá em casa. Nao lhe compro roupa cara, mas ela cuida bem das suas coisas e tem muitos acessórios. E nao sai sem eles.
- A que será que ela sai? - pergunta a professora, que é minha amiga há anos, com um "big smile" no rosto.
- A mim nao é! - respondi logo, apressadamente, porque me sinto uma pessoa muito simples e sem vaidades.
- Nao eras assim quando eras pequena?
- Sim, se calhar era!

Esta conversa apareceu na minha cabeça precisamente quando ajeitava a dita echarpe. Porque será? Olhei bem para o espelho, de forma até pormenorizada e reparei, incrivelmente pela primeira vez, que também eu uso "tudo a combinar" e tenho especial preferencia por acessórios. Coincidencia? Nao me parece... Realmente a pequena é como eu e nao dispensa os seus colares ou lenços/echarpes/cachecois ao pescoço, brincos (de preferencia compridos se o cabelo vai solto), pulseiras, óculo de sol...
Nao me maquilho com frequencia, só quando tenho mesmo mais tempo ou em festas (e de forma muito simples), nao visto roupa cara ou que de nas vistas... considero-me incrivelmente simples e prática e às vezes até tenho vergonha de ser assim.
No entanto, em segundos, a minha autoestima cresceu... a conversa fez sentido e mostrou-me que há algo em mim feminino que as outras pessoas notam! E senti-me mesmo bem. Mesmo com peso a mais, mesmo usando coisas simples, parece que até tenho bom gosto e os acessórios combinam e ajudam a harmonizar os conjuntos. Calças de ganga e uma blusa/túnica/camisa simples, sempre composta com pequeno acessários, marcam a minha imagem... e a da princesa!

Sem comentários :

Enviar um comentário