sexta-feira, 6 de abril de 2012

UM DAEWOO AZUL ESCURO

Eu sou uma pessoa de gostos simples e humildes, apesar de eterna sonhadora e ambiciona por ser feliz.

Quando tirei a carta, não fui capaz de voltar a pegar num carro e fiquei com pânico da condução. Este pânico, que me levava a crises de ansiedade profunda só de me sentar ao volante, foram gerados logo durante as aulas. O instrutor era rígido e brusco, descontrolava-se e não era capaz de um elogio e eu e a minha irmã ficámos as duas sem conduzir, apesar de termos passado nos exames de código e de condução ambas à primeira. Tirámos a carta juntas e com o mesmo instrutor, que tinha uma "pedagogia" de arrepiar...

Fiquei sem conduzir até terminar a minha licença de parto após o nascimento da minha filhota, tnha ela uns meses e o irmão 2 anos acabados de fazer... não ganhei coragem, não superei o pânico até aí...

Quando decidi enfrentá-lo, porque necessitava mesmo de um carro para transportar 2 bebés e ir trabalhar, vi pela primeira vez um Daewoo Matiz e imediatamente disse: "quero um destes para mim!.
Procurei várias marcas, em vários stands e particulares, vários modelos, várias cores... sentei-me ao volante de vários e só houve um no qual consegui rodar a chave... um Daewoo Matiz branco!

Lembro-me bem das voltinhas que dei nele, quase sem experiência (apesar do meu marido ter tido muita paciência e ter feito várias tentativas sentado ao meu lado), perto da atual sede do Agrupamento de Escolas onde trabalho... sem segurança no que estava a fazer, fazendo asneiras (por certo), mas consegui... e não quis comprar mesmo mais nenhum.


Já passaram 6 anos e meio desde que o meu primeiro carro veio parar às minhas mãos. É um Matiz, já tem alguns anos, mas tem sido o meu grande companheiro e o meu terapeuta do volante. Vou com ele para todo o lado, estaciono onde for preciso e sou tipo um "homem" na estrada, apesar do meu H. achar que é um carro de "gaja".

Já não sei o que é ter medo de conduzir, apesar de 2 sustos com derrapagens... o meu boguinhas é leve, mas consegui controlá-lo. Gosto dele como se fosse a minha segunda casa e está exatamente ao meu jeito: com 2 banquinhos atrás (juntamente com brinquedos, livros e afins de criança), dossiês e materiais no mini-portabagagens, as rádios que gosto de ouvir memorizadas e só é lavado qando me apetece e passo numa autolavagem (que os miúdos adoram usar comigo!!!!).

É pequeno, de pouco valor monetário, mas está pago e é MEU!!! Todos os alunos da escola o distinguem no meio dos "carrões" das minhas colegas e já perceberam que é a "minha cara"!
Se um dia se avariar ou me sair um dinheiro no Euromilhões, volto a comprar um carro semelhante...

Até a minha mãe, que achava que a sra.professora deveria conduzir um carro menos modesto, já percebeu que é deste que eu gosto!!!!

Sem comentários :

Enviar um comentário