quinta-feira, 26 de abril de 2012

DESESPERO...

Há dias em que me sinto assim como hoje: desesperada!
Chego à escola entusiasmada com o que levo para fazer, com as ideias na cabeça e um sorriso no rosto e...
1.º- ouço queixas do comportamento de um aluno que desde sempre tem atitudes menos adequadas, mas que estava a fazer progressos...
2.º- deparo-me com dois dos alunos com mais dificuldades a fazerem retrocessos evidentes e inesperados...

Se calhar não deveria desesperar nestas altura. Deveria continuar de sorriso rasgado... mas sou humana e estas coisas mexem comigo. Fico a sentir-me impotente e faço de tudo para agarrá-los com ambas as mãos e o coração, mas nada se altera. Tento transmitir-lhe confiança, mostrar que acredito, que eles são capazes, mas as dúvidas não permitem que omita algum desconforto e desilusão. A culpa, que muita gente acha que temos toda e outros acham que não temos nenhuma, apodera-se de mim como polvo poderoso, largando a tinta da tristeza e do desconforto. Não quero passar-lhes estas emoções... mas sou verdadeiramente humana e erro. Erro também por não considerar estes dias normais e por me deixar abater por algo que não consigo controlar.

Felizmente há sempre a hora do almoço para recuperar. Felizmente há sempre sorrisos noutros lábios e trabalhos extra doutros alunos para compensar. Felizmente há sempre o voltar a acreditar.

Mas dói! Muito mais ainda porque os sinto um pouco "meus" e queria fazer melhor...

1 comentário :

  1. :))
    daqui vai uma força especial para esses momentos
    beijinhos

    ResponderEliminar